segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O que amor pra você?

A paixão aceita e esquece,o amor escolhe e guarda.Na paixão,tudo é permitido.No amor,tudo é decidido.A paixão adia pra julgar depois.O amor desculpa porque julga na hora.A paixão é uma greve de personalidade.O amor luta por cada feriado.A paixão tem culpados.O amor tem responsáveis.A paixão pode ser com qualquer um.O amor é a exclusividade do erro ou do acerto.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Ser ou não ser...

Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre
Em nosso espírito sofrer pedras e setas
Com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja,
Ou insurgir-nos contra um mar de provações
E em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais.
Dizer que rematamos com um sono a angústia
E as mil pelejas naturais-herança do homem:
Morrer para dormir... é uma consumação
Que bem merece e desejamos com fervor.
Dormir... Talvez sonhar: eis onde surge o obstáculo:
Pois quando livres do tumulto da existência,
No repouso da morte o sonho que tenhamos
Devem fazer-nos hesitar: eis a suspeita
Que impõe tão longa vida aos nossos infortúnios.
Quem sofreria os relhos e a irrisão do mundo,
O agravo do opressor, a afronta do orgulhoso,
Toda a lancinação do mal-prezado amor,
A insolência oficial, as dilações da lei,
Os doestos que dos nulos têm de suportar
O mérito paciente, quem o sofreria,
Quando alcançasse a mais perfeita quitação
Com a ponta de um punhal? Quem levaria fardos,
Gemendo e suando sob a vida fatigante,
Se o receio de alguma coisa após a morte,
–Essa região desconhecida cujas raias
Jamais viajante algum atravessou de volta –
Não nos pusesse a voar para outros, não sabidos?
O pensamento assim nos acovarda, e assim
É que se cobre a tez normal da decisão
Com o tom pálido e enfermo da melancolia;
E desde que nos prendam tais cogitações,
Empresas de alto escopo e que bem alto planam
Desviam-se de rumo e cessam até mesmo
De se chamar ação

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Lúcida em excesso

“Estou sentindo uma clareza tão grande que me anula como pessoa atual e comum: é uma lucidez vazia, como explicar? assim como um cálculo matemático perfeito do qual, no entanto, não se precise. Estou por assim dizer vendo claramente o vazio. E nem entendo aquilo que entendo: pois estou infinitamente maior do que eu mesma, e não me alcanço. Além do quê: que faço dessa lucidez? Sei também que esta minha lucidez pode-se tornar o inferno humano  já me aconteceu antes. Pois sei que em termos de nossa diária e permanente acomodação resignada à irrealidade  essa clareza de realidade é um risco. Apagai, pois, minha flama, Deus, porque ela não me serve para viver os dias. Ajudai-me a de novo consistir dos modos possíveis. Eu consisto, eu consisto, amém.”.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Qual o tempo do tempo?


Tempo que se dá e não passa.
Agonia desse mal.
Tempo pra tudo.
A recuperar..pra viver.
Nostalgia.
Entusiasmo por acerto.
Sufoco-me com o engano.
Por que me engano tanto?
deveria? posso.me permito.
e também já não me preucupo.
Mentira.É quase sem querer.
Quem muito agrada,desagrada.
Inútil querer me classifiar,eu simplesmente escapulo.
Me perco em meus heterónimos.
Ainda bem que meu Deus não cobra juros.
Estou em dívida com o reino de possibilidades em minha mente.
Idéias efêmeras.
Excesso descontrolado.
Nem sempre quero ir para onde o destino me leva.
Então prefiro nas minhas eternas dúvidas..silenciar!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Mulher..

"As mulheres são maravilhosamente incompreensivas.No dia em que você compreender uma alma feminina,desconfie de seu sexo."
Augusto Cury.

Paradoxal

Minha necessidade de outras pessoas é paradoxal.Ao mesmo tempo que me encontro na celebração de uma independência feroz,também me torno ansiosa por intimidade e pelo encontro com o ser amado e tão especial,o qual tanto idealizamos.Concentro toda minha energia na função de encontar a pessoa que irá saciar minha solidão e sustentar minha ilusão de que ainda sou independente.Na realidade..quero compartilhar meus sentimentos mais profundos,meus medos,alegrias e assim por diante.Tenho a impressão que se eu não tiver um sentimento dessa natureza,algo está faltando em minha vida.Não quero perder a portunidade de desenvolver um grau mais alto de intimidade com alguém..pois nesse alguém pode estar o que tanto procuro!