sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Qual o tempo do tempo?


Tempo que se dá e não passa.
Agonia desse mal.
Tempo pra tudo.
A recuperar..pra viver.
Nostalgia.
Entusiasmo por acerto.
Sufoco-me com o engano.
Por que me engano tanto?
deveria? posso.me permito.
e também já não me preucupo.
Mentira.É quase sem querer.
Quem muito agrada,desagrada.
Inútil querer me classifiar,eu simplesmente escapulo.
Me perco em meus heterónimos.
Ainda bem que meu Deus não cobra juros.
Estou em dívida com o reino de possibilidades em minha mente.
Idéias efêmeras.
Excesso descontrolado.
Nem sempre quero ir para onde o destino me leva.
Então prefiro nas minhas eternas dúvidas..silenciar!